Bolsa Família 2018: Como vai funcionar?

Bolsa Família 2018: Como vai funcionar?

Bolsa Família 2018: Como vai funcionar? Essa é a dúvida de muitas pessoas que possuem o benefício do governo federal para o programa em 2018. O programa de transferência de renda irá continuar, segundo o governo, com o mesmo benefício. A seguir, separamos uma série de informações importantes tanto para quem possui o cadastro do programa social do governo ou para aqueles que estão em busca do benefício. Confira!

Bolsa Família 2018 Como vai funcionar? (Imagem: Divulgação)

Bolsa Família 2018: Como vai funcionar? Confira!

O governo federal informou que as 14 milhões de famílias vão continuar com o auxílio financeiro em 2018, com valor médio de R$ 178,45. São repassados, em média, R$ 2,4 bilhões aos beneficiários do Bolsa Família.

A cada mês, novas famílias integram o programa de transferência de renda, criado em 2003, com o objetivo de atender famílias, com baixa renda, em todo o País. Em janeiro fora 225 mil novas famílias.

O desafio do programa, no entanto, é garantir que o benefício chegue a quem realmente precisa. Para isso, o governo federal irá aperfeiçoar os mecanismos de controle. Entre as novidades, um cruzamento das informações declaradas pelos beneficiários no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Bolsa Família 2018 – Como vai funcionar?

Bolsa Família 2018: Como vai funcionar? O Bolsa Família 2018 vai seguir com as mesmas regras dos anos anteriores. Para receber o benefício, os beneficiários devem cumprir os compromissos em educação e saúde estabelecidos pelo programa. Crianças ser mantidas na escola, com frequência mínima estipulada, e ter acompanhamento nutricional e de vacinação, assim como as gestantes.

Em 2018, os beneficiários do programa de transferência ainda terão acesso a uma série de ações que possibilitam a qualificação, como os cursos gratuitos de preparação para o mercado de trabalho.

Bolsa Família 2018 – Inscrição e documentos

Para ter acesso ao benefício, as famílias devem ir à prefeitura da cidade para fazer o cadastro no Família 2018. As prefeituras são responsáveis por inscrever os interessados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Os interessados em receber o benefício, portanto, devem seguir até a administração municipal da cidade, com alguns documentos em mãos: CPF, Título de eleitor, documentos dos moradores da casa (certidão de nascimento, RG, certidão de casamento)

Depois de fazer o cadastro e levar todos os documentos, a prefeitura irá fazer uma triagem e irá avaliar se está dentro dos requisitos exigidos pelo programa.

O próximo passo será feito pelo governo federal. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) irá fazer uma seleção dos beneficiários, com base nas informações do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Tudo é feito de forma automatizada! Se preencherem os requisitos, as famílias serão incluídas no programa.

Todos os meses é feita uma nova seleção, com preferência às famílias com baixa renda.

Bolsa Família 2018 – Cadastro

É preciso se atentar aos requisitos e se atentar ao novo calendário Bolsa Família 2018. (Imagem: Divulgação)

É importante reforçar que a inscrição Bolsa Família 2018 está disponível durante todo o ano. A inscrição é feita por meio do CadÚncio e as famílias devem comprovar a situação financeira. Mais informações podem ser obtidas no site da Caixa ou pelo telefone 0800-726-0207.

Bolsa Família 2018 – Requisitos

Bolsa Família 2018: Como vai funcionar? Com relação aos requisitos necessários para fazer parte do programa, cada família deve ter renda per capita, ou seja, valor por pessoa, entre R$85 e R$170. No entanto, as famílias com renda acima de 85 reais, por pessoa, tem direito ao benefício caso tenham crianças ou adolescentes de até 17 anos matriculados em escolas públicas. Essa é uma medida voltada para garantir que crianças frequentem as escolas, em vez de trabalhar.

Outra exigência do programa é que as crianças com até 15 anos, é preciso de uma frequência na escola de, no mínimo, 85%. Já para adolescentes entre 17 e 18 anos, a frequência deve ser de no mínimo 70%.

Cartão Bolsa Família

Se está dentro das exigências de renda e tem direito ao programa, então, saiba agora como receber o cartão. O cartão do Bolsa Família 2018 será enviado, automaticamente, com o ingresso do beneficiário no programa. O cartão chegará pelos Correios. A retirada dele também poderá ser feita na agência da CAIXA. Depois de receber o cartão Bolsa Família, será preciso se dirigir a uma agência da Caixa ou Lotérica para fazer o cadastro da senha.

Saque do dinheiro

Para sacar o valor do benefício, é preciso acompanhar o calendário de pagamento. Para isso, observe o último dígito do Número de Identificação Social (NIS), que está impresso no cartão. O calendário de pagamento do programa funciona de forma simples: Primeiro dia, recebem as famílias com NIS de final 1 e assim sucessivamente.

Novidades do Bolsa Família 2018

Bolsa Família 2018: Como vai funcionar? O programa deve receber novos incentivos em 2018. O governo federal anunciou um novo programa social, com o objetivo de elevar a renda de 1 milhão de famílias. O novo programa deve substituir o Bolsa Família, no prazo de dois 2 anos.

O programa é conhecido como Progredir e trará a oferta de cursos de qualificação profissional. Os cursos terão como objetivo capacitar o cidadão e ajudá-lo no ingresso do mercado de trabalho. No total, o governo irá dispor de R$ 3 bilhões em microcrédito para famílias de baixa renda.

O objetivo do programa do governo é deixar com que as famílias dependam do Bolsa Família para sobrevivência contínua e que possam melhorar a situação de vida.

O novo programa social será voltado para jovens e adultos da cidade e do campo. Cera de 13,4 milhões de famílias, beneficiárias do Bolsa Família, atualmente, e as demais 28,2 milhões de famílias inscritas no Cadastro Único podem fazer parte do programa de incentivo a qualificação profissional.

O programa social tema auxiliado milhões de famílias que viviam na linha da pobreza. O programa assistencialista deve ganhar mais força e garantir mais brasileiros em melhores condições de vida. Aproveite as dicas de Bolsa Família 2018: Como vai funcionar?